Programa de capacitação reúne mais de 1.900 empreendedores

Em seu terceiro ano, o ‘Programa de Oficinas de Capacitação Sebrae’ encerrou a temporada 2016 com um aumento de participação em relação as edições anteriores. A parceria entre a cooperativa Sicredi União PR/SP e SEBRAE tem como objetivo incentivar e qualificar pessoas físicas e jurídicas.

Os assuntos ministrados aos participantes percorreram diversas áreas, de Comunicação a Inadimplência. Os temas foram definidos pelos próprios gerentes das agências, que em contato direto com os associados passam a reconhecer suas reais necessidades.

BALANÇO – Ao todo, foram 62 oficinas de capacitação ministradas no Paraná e em São Paulo, cada curso teve duração de três horas e meia, somando 230 horas de treinamento. O resultado superou a expectativa da cooperativa em 25%. “Nos últimos anos, os empreendedores passaram a abrir seus próprios negócios de acordo com as oportunidades que perceberam no mercado. Isso mostra que estão mais atentos, buscando resolver a vida financeira de modo mais efetivo”, analisa Rogerio Machado, diretor executivo da Sicredi União PR/SP.

O diretor ainda aproveita para lembrar que as oficinas são um reflexo do comportamento dos empreendedores. “Na medida em que crescem e adquirem experiência, eles almejam permanecer e, para isso, buscam conhecimentos específicos na área. Além disso, diante as oportunidades para opinarem, pelo contato com os gerentes da cooperativa, eles percebem que podem ter acesso a informações que realmente precisam para gerir suas empresas”.

INICIATIVA – ‘Venda mais e melhor’ foi o tema apresentado em Piracicaba (SP), e muito bem aproveitado por Fernanda Silva, que tem uma empresa de consultoria. “Às vezes, temos que sair de nosso mundo e pensar diferente para tentar atrair novos clientes”, disse a empresária que também dá cursos e treinamentos. “Essa iniciativa é muito valiosa, mesmo porque as dicas foram bastante pertinentes e muito acessíveis de se colocar em prática”, completou.

EDUCAÇÃO – O aperfeiçoamento dos associados é uma das responsabilidades da cooperativa, sendo um dos princípios da instituição, é o que afirma a assistente de Programas Sociais da cooperativa, Gisely Fernanda Rodrigues de Almeida. “É importante que a cooperativa invista na educação dos associados, para que cresçam e alcancem melhores resultados”, ressalta.

De acordo Rogerio Machado, os cursos ajudam na promoção do desenvolvimento econômico das regiões onde atuam. “Com associados mais preparados para gerir o negócio, os riscos diminuem e todos saem ganhando”, finaliza.