Reunião de coordenadores encerra atividades em 2015

Cooperativa mantém rentabilidade e apresenta metas para os próximos cinco anos

 

A reunião contou com a presença de 250 convidados, entre coordenadores, colaboradores, associados, conselheiros e diretoria. O evento recebeu, também, a presença de representantes de outras instituições. Márcio Aparecido da Silva, diretor financeiro da Unimed de Rio Claro, José Roberto Ferri, representante da cooperativa de Bataticultores de Vargem Grande do Sul, Alexandre Hüsemann da Silva, presidente da Coopinhal, Marcos Brusque, conselheiro da Coocentral e João Antonio Menolli, presidente da Corol.

Durante o encontro, a Sicredi União PR/SP apresentou os resultados dos últimos meses. O período encerrou com resultados positivos e a cooperativa se destaca em recursos totais, que são a soma dos fundos e previdência, capital social e depósitos, com o montante de R$ 1.568 bilhão, um aumento de 23,55% em relação ao ano passado.

Outro número bastante expressivo diz respeito ao patrimônio líquido, que chegou a R$ 225, 9 mi, evoluindo quase 17% em relação ao ano passado e para o número de associados, com um crescimento de 11,49% em relação a 2014, atualmente com 109.317 associados.

As operações de crédito também tiveram um bom crescimento. A carteira chegou ao montante de R$ 1.110 bilhão. De acordo com o presidente, Wellington Ferreira, o resultado é fruto do aumento na captação da poupança e, também, dos valores disponibilizados através do BNDES. “A cooperativa repassou mais de R$ 143 milhões em recursos para os produtores rurais. E esse número só tende a aumentar”, analisou.

 

Destinação das sobras

Entre as pautas da reunião, foram discutidas a Destinação das sobras e a aplicação do Recurso do Fates – Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social – da cooperativa. Os presentes definiram em conjunto que as destinações ficam divididas em 40% em aplicações, 25% em depósito à vista, 20% em operações de crédito, 5% seguros, 5% cartões e 5% consórcios. O Fates será aplicado em programas que visam o melhor desenvolvimento dos associados e colaboradores, entre eles: Programa Crescer e Pertencer, treinamentos, formação e programas de educação ambiental.

 

Metas

A cooperativa irá se alicerçar em três fundamentos: simplicidade, coerência e performance para cumprir os objetivos dos próximos anos. Desta forma, almeja atingir, com o envolvimento e colaboração de todos, as metas do planejamento estratégico 2016/2020.

Entre os números propostos está a captação de mais 21.203 associados até o final de 2016, totalizando 130.520. Para 2020, almeja-se a participação de 300.000 associados. Para o diretor executivo, Rogerio Machado, uma das formas de atingir os resultados é aprimorar ainda mais o atendimento e isso já está sendo feito em diversas cidades. “Uma das iniciativas foi ampliar o período de funcionamento das agências em 2 horas. Lembrando que temos uma central de relacionamento, com os próprios gerentes, que atende o associado das 7h às 22h”, informou Machado.

Para os próximos cinco anos, a cooperativa busca conquistar 5 bilhões em ativos totais, 500 milhões em patrimônio líquido e 110 agências. De acordo com o coordenador de núcleo, Reginaldo Marcos Ferlini, as metas são ousadas e bastante promissoras, mas ele acredita que a atuação da Sicredi União PR/SP não será diferente, onde todos os objetivos sempre foram alcançados. “Vou trabalhar para conquistar mais associados. Espero que eles percebam o crescimento e que na região existe uma grande instituição financeira que ajuda a desenvolver a sociedade”, destacou.

Outro participante que vislumbra bons resultados é Fernando Consolin Scaff, coordenador de núcleo e associado há quatro anos. “Nós percebemos que os coordenadores estão cada vez mais engajados em participar e fazer com que a cooperativa cresça. Neste período de crise, algumas pessoas podem desacreditar, mas temos muitos parceiros, pessoas que percebem o diferencial”, afirmou Fernando.

Em meio às projeções, o presidente da Sicredi União PR/SP afirmou que nada será alcançado se todos não trabalharem na busca do mesmo propósito: o crescimento da cooperativa. “Temos a confiança de assumir grandes desafios pelas pessoas que temos envolvidas nesse planejamento. Precisamos nos relacionar, mas buscar, acima de tudo, criar o sentimento de dono. Todos terão que perceber que a cooperativa é um bem comum e que se ela ganhar, ele também vai ganhar. Coordenadores, colaboradores e associados têm que desenvolver o mesmo sentimento”, finalizou Ferreira.

 

Eleições

O prazo para inscrição das chapas para as eleições dos Conselheiros de Administração da instituição é até dia 04/01. No dia 11/01, às 9h, está marcada a reunião entre a comissão para acompanhar o processo eleitoral. A comissão eleitoral é composta pelos associados: Edemir Trevizolli, João Carlos Massarotte, Adauto Silva Barros, Marcio Bento Lucio, Luiz Carlos Branco Flamengo e Ricardo Fabrício Hirose.

 

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 113 anos de história, 3 milhões de associados e 1.366 pontos de atendimento, em 11 Estados* do País. Organizado em um sistema com padrão operacional único, conta com 95 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais acionistas da Sicredi Participações S.A. uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios.

Mais informações no site sicredi.com.br

* Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.