Sicredi implanta agência sem dinheiro físico em cidade sem banco

Os três mil habitantes de Cafeara, no norte do Paraná, estão prestes a sair das estatísticas dos municípios desassistidos pelo sistema financeiro. É que Cafeara ganhou a primeira agência digital do sistema Sicredi no Brasil. A inauguração foi nesta segunda-feira (dia 19).

O projeto, batizado de SicrediSmart, tem o objetivo de promover a inclusão econômica/financeira e social, por meio de conta corrente, cartão de crédito, internet banking e aplicativo mobile. Nessa agência não circulará dinheiro em espécie. Tudo será feito pela internet, desde a abertura da conta à contratação de produtos e serviços, como consórcios.

A SmartSicredi não é apenas a primeira agência digital do Sistema Sicredi. Ela é também a primeira instituição financeira instalada em containers. A estrutura para atendimento aos associados funcionará em dois containers – um de 12 e outro de seis metros – dispostos num layout em L -, proporcionando duas áreas de atendimento e uma sala de reuniões. Outra característica da instalação é que funcionará com energia solar. Foram acopladas 12 placas solares, que captam 400 quilowatts/hora.

A agência Smart está instalada na Praça Central de Cafeara, onde também está a Igreja Católica. A Sicredi União PR/SP, cooperativa responsável pelo projeto, revitalizou a praça e o paisagismo e também disponibilizará internet sem fio para a população.

 “Fizemos um amplo estudo e optamos por trazer esse benefício à população porque o sistema cooperativo tem também a preocupação da inclusão financeira. É esse nosso principal objetivo com a nova agência”, comenta David Conchon, gerente regional de Desenvolvimento da Sicredi União PR/SP.

De acordo com dados do diretor executivo da Sicredi União, Rogério Machado, a bancarização do brasileiro adulto vem crescendo à taxa de 3,3% ao ano. Mas, segundo dados do Banco Central, cerca de 20 milhões de brasileiros com mais de 18 anos não possuem conta em instituição financeira.

Machado informa que, hoje, mais de 2,1 mil municípios brasileiros estão desassistidos pelo setor bancário.  “As cooperativas de crédito surgiram para melhorar esses índices e promover a inclusão financeira”, comenta.

A Sicredi União está presente, hoje, em 109 municípios das regiões Norte e Noroeste do Paraná e Centro-Leste Paulista. Em 15 desses municípios não havia instituição financeira antes e 10 deles têm menos de 10 mil habitantes.

Sobre Cafeara

Cafeara registra PIB de R$ 51 milhões, com concentração de R$ 24 milhões no setor agropecuário.  Há anos o atual prefeito de Cafeara, Oscimar José Sperandio, trabalha para a instalação de uma agência bancária na cidade. “Este era um pedido da sociedade e um planejamento da nossa administração. Acredito muito no sucesso da Sicredi União em nossa cidade”, comenta.

Na avaliação de Sperandio, o município espera que, com a agência, os cidadãos não tenham mais que se deslocar para outras cidades para ir a bancos e, consequentemente, acabar utilizando serviços de outras localidades. “É importante para o desenvolvimento do município que o dinheiro de nossos moradores circule aqui”, comenta Sperandio, acrescentando que a marca Sicredi é “de muita confiança e desperta o interesse da sociedade”.

O secretário de Administração, Finanças e Infraestrutura. Matheus Nadab Luciano, também considera que a instalação de uma instituição financeira na cidade vai fazer muita diferença. “Acredito que vá melhorar o fluxo financeiro. O dinheiro vai circular dentro da cidade, beneficiando todos os comerciantes”, comenta.

O secretário acrescenta que hoje, ao se deslocar até cidades vizinhas para acessar serviços bancários, os cidadãos de Cafeara aproveitam e já utilizam o comércio dessas localidades. Com menos deslocamento, ele espera que os comerciantes de Cafeara sejam beneficiados. “A população tem que se conscientizar que isso é uma conquista para o bem da cidade, um avanço tecnológico que será implantado e, por ser uma agência digital pioneira, acredito que levará o nome de nossa cidade a outros lugares, podendo, inclusive, atrair novos investimentos”, comenta o secretário.